Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

1- Eu-Blogue; 2 - Acidente de trânsito; 3 - Horário de funcionamento

Por vezes hesito se o odeio. Por vezes hesito se me odeio?
Isto dava conversa que nunca mais acabava. Mas há passos no corredor e, não tarda, batem à porta. Não há tempo, estou já a acabar de vestir-me.
Comecei este texto (como sempre) pelo título. Daí, desse assopro de ideia, estico e logo se vê como vai. É raro fazê-lo, voltar atrás e mudar o título. Há pouco fi-lo e esse gesto deu-me sinal, houve passos e, cego, apura-se a audição. Cego porque à rasca do impasse, as letras que não andam além do tap-tap do longo corredor da enfermaria onde as encalhei; mais os milhões que não dão trocos e levam tantas esperanças, tantas mentiras; ainda os bolsos cheios de cadernos que são importantes demais para conseguir escrevê-los. Atchim: acho que estou a pegar uma valente constipação. Mas voltando ao título, houve ramal e que entretanto se perdeu, durante um bocadito de duas linhas escrevi sem levantar olhos do teclado: eu lia o texto na mente.
Olho demais para o que escrevo, é isso? (o título era "Eu-Blogue") Os semáforos enlouqueceram, lindos no contradizer cintilante dos seus genes. Vejo uma rua, uma avenida com árvores, muitas, e lá estão os semáforos, mas agora num piscar compassado, alinhando-se com eles as bichas de cores e brilhos, sons, a louca aorta das avenidas. Há um jardim? só vejo prédios, tenho de andar mais uns qurteirões. Onde estou? que esquina é esta? aquela rua ali vai para onde, este cimento que piso já foi testemunha dum crime ou dum beijo? morou nesta entrada uma miúda triste que uma tarde sorriu e, ali mesmo onde estacionei caderno, sentiu-se leve como nunca antes o fora, voadora, com o beijo que o papel amarfanhado lhe trazia escrito com coração desenhado e tudo, e ele, desengonçado, espreitava na esquina?
Não, o tema não era assim. Era 'Eu-Blogue', assim com iniciais que se vêem bem na avenida, nas fachadas dos prédios alinhados em composição de bicos flutuantes, lá por cima da copas das árvores onde, de vez em quando, marra um que não se entendeu com os semáforos. Vou mudar o título para 'acidente de trânsito'.
Agora corre Lucia e McLaughin. Soberbo, dedos mágicos e tanta criatividade. E, parece, comecei a olhar para o monitor. Fechou, não sei escrever tanto, fecho o post, tranca em mais uma oportunidade de aprender a escrever.

Fight Spam! Click Here!