Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Dia dos namorados

É um dia especial. Sem ser comigo ou ter tido alguma coisa a ver com isso, hoje foi assim: a pita, a-pita-cá-da-casa-e-que-já-tem-treze-anos, tinha um sorriso lindo quando, vinda da escola, não resistiu e mostrou-me uma flor, uma rosa, verdadeira e com o pé enrolado em prata, tal e qual as que os adultos dão quando se cortejam. Foi um mangussito da turma que ensaiou o dia para avanços em matéria de coisa & tal e lha deu, e eu imagino-me também no coração acelerado dele quando lha entregou, o rubor íntimo que é delicioso mas arde como fogo nessa idade. Estava tão feliz! E eu também, eu imaginando-a orgulhosa pela afirmação da sua feminilidade pois tirando as palermices habituais dos jardins-de-infância foi a primeira prenda de dia de S.Valentim que recebeu. E a acreditar que - eis agora o meu enorme orgulho a começar a empalidecer com as afamadas preocupações paternais, a partir daqui o céu é o limite, existem princesas e príncipes...

Foi maravilhoso assistir ‘ao vivo’ a este momento que, ela, recordará sempre com um olhar que se suavizará pela ternura que dele vai lembrar. E que ela, a pita, não sonhe nem ninguém lhe conte (pelo menos até aos trinta...) que eu atrevi-me a meter isto no blogue.

Agora vou à procura dum manual de primeiras ajudas para pai aflito com prováveis mangussitos em volta do quintal. Um saquito com pedras ao pé da janela? comprar uns óculos escuros e usar sempre gravata? Ou sorrir por ter assistido ao primeiro rubor da miúda, ela feliz, ela, eu, ‘eles’, todos desejando que em futuro esses momentos sejam sempre assim, ‘dias especiais’?

11 Comments:

Blogger Anamargens said...

Post mais doce, sentimento mais bonito !!!
Eu não conto nada a ninguém, mas é bom ter um pai assim; tenho a certeza que a pitinha-aí-de-casa o adora e os mangussitos que aparecerem à volta do quintal o respeitarão muito. Foi o post mais lindo que li sobre o dia dos namorados.

quarta-feira, fevereiro 15, 2006 11:38:00 da manhã  
Blogger Isabel-F. said...

...lindo Carlos...
adorei.

Bj

quarta-feira, fevereiro 15, 2006 12:47:00 da tarde  
Blogger Jass said...

BANANA !!!

Solta a porra dos cães... rápido...

Lembra-te dos irmãos de vaqueiros. Só cobram 125,00€ por cada membro partido e os ematomas são por conta da casa.

Passa pelo armeiro. Deixa vir ao de cima o sniper que existe em ti.

quarta-feira, fevereiro 15, 2006 1:46:00 da tarde  
Anonymous Uma que tema a mania que não é romantica said...

ehehehehhe.....muito lindo. Um beijo á princesa.

quarta-feira, fevereiro 15, 2006 5:15:00 da tarde  
Blogger th said...

Guarda estes momentos como joias preciosas...para recordar mais tarde e poderes voltar a sentir a felicidade de então...é que elas crescem tão depressa...th

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 1:06:00 da manhã  
Blogger Luh said...

Um pitinho com muito bom gosto. A tua pitinha é linda. E o que deste á tua namorada?
Beijinhos

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 12:54:00 da tarde  
Anonymous Sempre Atento said...

Tudo muito bem, é romantico, menos esta palermice "palermices habituais dos jardins-de-infância".
Se fosse sobre o pessoal de direito não admitias, como se tratam de simples educadoras de infância, tudo bem.

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 3:58:00 da tarde  
Anonymous Tareca said...

Lindo a maneira que descreves este sentimento dela,o primeiro amor, é puro e gostoso de sentir e nunca será esquecido.Beijinho para ela e um beijo para tu,

domingo, fevereiro 19, 2006 5:04:00 da manhã  
Anonymous MP said...

Ohhhhh Pai aflito ...mas então não é esse o caminho natural da vida ????!!!!
Ainda me lembro do meu primeiro amor e do primeiro beijo que trocamos (se é que se pode chamar beijo...eheheh). Foi lindooooo de morrer para os meus 14 anos.
Carlinhos, agora o que sobra é só o ensinar-lhe os caminhos "correctos" principalmente para protecção dela. O resto, é o resto. Não há como impedir ou adiar. Elas é que marcam o passo a que querem seguir.
Sabes, ela devia escrever sobre isso, para ter a certeza que não esquece nenhum pormenor. Digo eu, não sei.
Beijo grande para ti e para a webinas.

domingo, fevereiro 19, 2006 1:38:00 da tarde  
Blogger INDIGENTE ANDRAJOSO said...

:-)

segunda-feira, fevereiro 20, 2006 2:51:00 da tarde  
Blogger R.Joanna said...

Descobri este blog por acaso, e que pena ao ver o adeus:(

Sou uma "pequenita" que podia ter a idade da sua filha, e que ao ler os seus posts muitas vezes sorriu, porque era a voz de alguém que podia ser o seu pai que escrevia :)

sábado, janeiro 26, 2008 4:55:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!