Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quarta-feira, agosto 17, 2005

"Nádegas"

Pertenço a uma minoria. Claro que também tiro senha e junto-me à longa fila dos seus admiradores, não sendo poucas as vezes em que, perante aprumado exemplar, intimamente lhe bato palmas e memorizo em sorriso dissimulado o seu altivo contorno.

É a tal devido que pertenço a uma minoria. Aos que, via mais ginasticado torcer de pescoço para que aos olhos nada escape, e o salivar que faz o ego bater castanholas tenha mais recursos de memória, por tal razão já me aconteceu chocar com um poste, um sinal de trânsito, e nem conto os choques com as pessoas, móveis alvos para a minha embevecida distração. Aposto que nem todos conseguiram tão desastrada pontaria, e da dor da 'cornada' extraio louvor de linhagem minoritária, dos distraídos no apreciar de belos rabos, olé!

Elas têm excesso de tudo o que é belo... verdade primeira. Os olhos e a boca, o cabelo, seios e pernas, até dos seus graciosos lóbulos já me encantei e contei. Mas as suas nádegas, o 'rabo', de entre tantas razões de encantamento sobressaiem como a arma letal no encandear do olhar macho. Há homem que resista em mandar olhar avaliador e interessado a rabo feminino que por ele passe, saltitante, naquele ondular que faz o horizonte além dele submergir em névoa secundária? e - confessem-no! - a quantos já idealizaram maroto beliscão, supra sumo medalhístico que rabo que se preze merece? Eu apreciador me confesso, e revelo que de tais honrarias seria mais pródigo que presidente em dia de feira e de discursos... e só por falta de legitimidade eleitoral é que tanta nádega anónima que me enriquece vistas e sonhos sai delas e deles de mansinho, sem ser devidamente agraciada com ansiosa carícia ou ousado beliscão.

Esta série anatómica é aqui interrompida. Razões de saúde. Pois só por delas, nádegas, escrever, turva-se-me a vista e tremem-me os dedos. E ainda há tantas e tantas por ver e rever que, decididamente, não seja este loar que de tal prazer me prive.

Ámen, Mulheres.

1 Comments:

Blogger Luh said...

Uma das minhas prega-me partidas... De vez em quando tenho que a injectar.... é verdade, mas só escrevi isto para que não sejas voyeur ó tu....:-p

quinta-feira, agosto 18, 2005 12:04:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!