Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quarta-feira, janeiro 25, 2006

ONU

Kofi Annan termina o seu mandato em breve, deixando as Nações Unidas num oceano de problemas financeiros e com ondas de corrupção. Haja lucidez política lá para os lados onde essas coisas se decidem pois Portugal tem o candidato ideal para o exercício de tão alto e espinhoso cargo: é o Aníbal.
Pessoalmente estou disposto a sacrificar-me e a prescindir dele; neste mundo da globalização não devemos ser egoístas e temos de admitir como natural a deslocalização das nossas melhores mais-valias, a exemplo dos já passado Diogo, José Manuel e António.

5 Comments:

Blogger Madalena said...

Continuo triste com os resultados das eleições, o que não tem nada a ver com o pos e tem tudo. Também há dignidade no perder. Eu sinto. perdemos a hsitórica oportunidade de levar um poeta à representação máxima da nação!
Um beijo

quarta-feira, janeiro 25, 2006 9:42:00 da manhã  
Blogger José Narciso said...

Perfeitamente de acordo!
É o candidato ideal.
A ONU ficaria, eternamente grata, pelo envio imediato de um economis-
ta, para mais professor, especia-
lista em acabar com os problemas
financeiros e da corrupção.
Portanto... Exporte-se já.

Sempre ALEGRE

José Narciso

quarta-feira, janeiro 25, 2006 7:24:00 da tarde  
Blogger A Xarim said...

Seria uma boa ideia, não fosse uma pequena questão de "timing".
O Aníbal terá que tomar posse (e consciência das difuculdades) antes de completar o perfil para secretário-geral da ONU (não foi o que fez o Zé Manel?), mas entretanto o lugar já estará ocupado por "alguém" que os americanos julguem adequado para ele.
A propósito quem ainda se lembra que o agora contestado Kofi Annan foi escolhido pelos EUA para substituir o Boutros Gali cuja reeleição havia vetado?

quarta-feira, janeiro 25, 2006 10:54:00 da tarde  
Blogger português said...

Atenção... teremos sempre de esperar que Anibal cumpra uns tempinhos como presidente para poder ganhar mais uma reformazinha.
Então, aí sim! poderá partir para a ONU e ser mais um honroso representante de Portugal. Nunca me poderia esquecer que José marcou presença como politico português, sendo a primeira vez que um presidente da comissão da UE esteve para responder a uma comissão por suspeita de corrupção...

quinta-feira, janeiro 26, 2006 11:27:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

lol... mas acho que seria indecente, para mais, com o Aníbal a pátria assume, finalmente!, o rosto dos incultos que maioritariamente a preenchem. Que fique, ele e a Maria, na pequenez do deserto que o elegeu - beijo, muf'.

quinta-feira, janeiro 26, 2006 11:28:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!