Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quarta-feira, dezembro 21, 2005

O gado tem risco ao lado

Volta revolta,
regressa-me
dá-me nãos para ecoar
Uiva céus que incendeiem
apaguem o ruminar
Desalinha-me o risco
solta as madeixas do pensar.
Sê revôlta, não suave
coiceia, bate, esmurra,
rouba-me o pente
este humilhante pastar.

Volta revolta,
cala-me o ruminar.
Desalinha o risco ao lado
livra-me da canga de o pastar

5 Comments:

Anonymous IO said...

BRAVO!! - beijo, muf'.

quinta-feira, dezembro 22, 2005 10:51:00 da manhã  
Blogger th said...

EU ESTOU ESTUPIDIFICADA...! NÃO SEI O QUE DIZER...SOLTOU-SE-TE A VERVE, DESPENDEADA, COICEADA, AOS RINCHOS...

quinta-feira, dezembro 22, 2005 4:55:00 da tarde  
Blogger Madalena said...

Poeta, um beijo de Natal para ti!
Com versos e com muito sentido!

sábado, dezembro 24, 2005 11:27:00 da manhã  
Blogger Freddy said...

Méri Kristmas do Freddy, do Pingú e da Zona Franca!!!

sábado, dezembro 24, 2005 7:38:00 da tarde  
Blogger Cacusso said...

Feliz Natal e um Ano Novo absolutamente excepcional.
Abraço!

sábado, dezembro 24, 2005 10:50:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!