Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quinta-feira, maio 12, 2005

Poetas moçambicanos - Nora Villar

Irregular
pisei os sonhos
no gral da angústia
enterrei na testa
a aresta aguda
do caco maior

o vidro moído
escapa-se em silêncio
pelos interstícios
das veias

agora vejo por dentro
a realidade fragmentada
no caleidoscópio
dos olhos

cai uma pausa
de espanto
a nivelar os sentidos
na alquimia das horas

ignoro as sombras voadas
nas janelas do sangue
e o assobio
em que embalo
o medo
assalta-me as paredes
sem me afligir

Nora Villar (2005)

1 Comments:

Blogger th said...

Antes de mais um beijo para a Nora...e já que os teus posts vieram para cima , vê se fazes o mesmo, ***

domingo, maio 15, 2005 12:38:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!