Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

quinta-feira, novembro 17, 2005

Manuel Alegre em Constância

Como fiz eco aqui, o homem que nos despertou a voz emocionada da esperança vai estar em Constância no próximo domingo, para uma acção de Cultura e Cidadania.
Soube à momentos mais detalhes sobre o programa (inclusos no link retro). Pelo final da tarde, 17 h, na Casa Memorial de Camões a sua e a nossa voz unir-se-ão para falar do tanto que nos preocupa e que o motivou a aceitar encabeçar a Candidatura da Esperança. Não fosse pelo local - de todos o mais elegível..., mas é certo que a voz forte da poesia soará, adorno magno duma candidaduta dum homem da Palavra. É também assim que se constrói a Cidadania.
Mais tarde (20 h) e ali bem perto, no Entroncamento, nós, todos, o fenómeno que nos trará de volta ao amanhã o sorriso de acreditar, iremos jantar.
A ementa? a alegria da Esperança reencontrada; o prazer de sabermos - estaremos a corporalizá-lo! que a participação política dos Cidadãos não se extingue no aparelhismo e nos intrincados acordos políticos que deixam em rodapé valores de que deveriam ser servos e não senhores.
Nós não precisamos dum contabilista em Belém; mal por mal que seja em S. Bento - mas dos bons. Nem de quem olha com sobranceria e altivez os seus pares - como fará connosco, vulgus? Precisamos dum Presidente que saiba e defenda que cada um de nós, a nossa família e os nossos amigos, até os nossos inimigos, não somos simples números de contribuinte. Precisamos dum Presidente que dignifique e eleve a palavra Cidadania, e que a defenda. Manuel Alegre jurou fazê-lo e contém em si a hombridade e a força para cumprir, a nosso benefício.
Vem. Vem, e como se diz na canção "trás outro Amigo também". Que este domingo seja uma mancha de luz no cinzentismo que nos castra e castiga, neste já longo arrastar de pés para mesas de voto nuas de convicções. Vem com ele soltar o peito dorido e gritar "há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não".
Vem dar-lhe o teu abraço, vem soltar as emoções há tanto silenciadas.
... até porque, a 22 de Janeiro, vamos todos cantar em coro:
------------
(...)
Quem vai tocar a rebate
os sinos de Portugal?
Poeta: é tempo de um punhal
por dentro da canção.
Que é preciso bater em quem nos bate
é preciso enterrar el-rei Sebastião.

12 Comments:

Blogger Jass said...

É com mágoa que verifico que passaste de “candidato” a mandatário...

quinta-feira, novembro 17, 2005 7:27:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ehehhehe....desculpa mas esta do JASS foi boa...eheheheh.Elsa

sexta-feira, novembro 18, 2005 9:30:00 da manhã  
Blogger jpt said...

olha ... vinha eu dizer o que acima foi dito

(quem semeia ventos colhe tempestades .... ouvi algures. não terá sido um poeta de constância o autor?)

sexta-feira, novembro 18, 2005 1:25:00 da tarde  
Blogger Carlos Gil said...

Meus queridos amigos e frustrados eleitores: quem não tem cão caça com gato.

sexta-feira, novembro 18, 2005 1:40:00 da tarde  
Blogger th said...

SÓ VOCÊS ME FARIAM RIR EM NOITE DE CHUVA...lol

sexta-feira, novembro 18, 2005 11:13:00 da tarde  
Blogger Luh said...

Ainda podes candidatar-te Carlos? no Alegre nah e nah e nah...

sábado, novembro 19, 2005 1:09:00 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

Nunca um gozo foi tão justo. Para perfeição do momento só recordo o que é indiscutível: na impossibilidade pessoal estou bem substituído. Sou o melhor treinador de bancada do mundo mas falta-me Hyde Park. E números de telefone também. Todo o marketing e o social, "visualiadde", pois na essência acredito-me, claro, como imbatível.
Mas recordo que já me pronunciei e mais duma vez: eu vou votar MA e até ando por aqui aos berros pela sua campanha. Portanto quem de vós sentiu o meu apelo a uma candidatura que, então, ia ocupar uma enorme espaço vazio - A de MA está a prová-lo -, não deve hesitar e em Janeiro votar em Manuel Alegre. É a minha escolha, quem votava em mim vota nele. E não se edsqueçam que todos os votos contam: que ninguém hesite e detenha a sua cruz no mórbido pensamento de que "o Gil é que era mesmo". Se a verdade vos assiste - sabemo-lo pois, não deverá a sua resplandecência obturar-se por uma lotaria política em que nunca poderá haver jackpot e, por isso, que ninguém se abstenha de votar MA. Eu não pude - vai ele e não se fala mais nisso. Agora é só elegê-lo, também não é nada assim tão complicado ou impossível que não se faça, olaré se alguma vez falha!

sábado, novembro 19, 2005 3:00:00 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

Pensem só nisto (a terminar): se eu tivesse concorrido, não ganharia? ora então por que tragédia inconmensuravel é que o MA ia perder? Se não o conseguir logo à 1ª (difícil), rapa na 2ª, até dá mais emoção!

sábado, novembro 19, 2005 3:03:00 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

lol para a puta da palavra. nem que tivesse mil olhos, eu até perdia as eleições se não lhe desse erro (3xlol)

sábado, novembro 19, 2005 3:05:00 da manhã  
Anonymous Menina_marota said...

Eu adoror Manuel Alegre como Poeta. Aspirei a que ele se candidatasse, logo no início. As evasivas dele, desiludiram-me e, agora acho que ele está a fazer o jogo do PS...

Ora eu não sou do PS, mas também não me revejo em mais candidato nenhum...

Um abraço ;)

sábado, novembro 19, 2005 3:03:00 da tarde  
Blogger jpt said...

bem, eu no colega bloguista ainda podia votar (coorporativismo) - e aspirar a lugar de assessor para questões bloguistas na cplp ...

acho delicioso chamares "gato" ao alegre. O Gato Alegre. Se vêm cá lá dos blogs de campanha ainda aproveitam

terça-feira, novembro 22, 2005 5:59:00 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

Obviamente que eu conheço-me a mim próprio melhor que a qualquer outro (candidadto) Neste contexto MA é realmente a minha 2ª escolha. Chiça, gostei desta tirada!....

terça-feira, novembro 22, 2005 12:37:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!