Xicuembo (versão 3.0)

memórias & resmungos do Carlos Gil

A minha fotografia
Nome:

carlosgil2006@gmail.com

domingo, outubro 23, 2005

Intimismo versus Machismo

A primeira vez que ouvi falar na nova moda da blogosfera, os blogues considerados intimistas, femininamente intimistas, foi em conversa com a IO e o C.S.A. Veio à mesa, patati patatá, e até fiz cara de caso quando houve arremedo de incluir o meu no grupo intimista; versão das pilinhas e não dos pipis, acrescentaram face à cara de desconsolo que me nasceu. Eu, que sou muito macho, mangusso e tudo, (post antigos é favor passarem o rato por cima do 'branco', para ficarem legíveis) fiquei a remoê-la e até andei a coscuvilhar os últimos posts na demanda de confissões íntimas, peregrinação infrutífera, claro está…. Para excomungar dúvidas escrevo este post a beber uma cerveja pelo gargalo, já ferrei um traque e, não tarda, dou um arroto; e só não ligo a sport tv porque não a tenho. Enfim, em desnorte de causa ainda me dá para ir lavar a Telma com o rádio bem alto no relato da bola, de olho no rabo de qualquer gaja que passe.

Eu ando cá mas não ando. Tenho uma coluna de links que parece a bicha nos correios para receber a reforma, mas ou é assunto que anda ausente naqueles que mais visito ou as minhas leituras andam imperdoavelmente distraídas com outros grandes temas da humanidade, patati patatá, e não me apercebo dos subtis sinais de estarmos em presença dum hit da moda. Mas hoje, ao visitar o caríssimo Eufigénio e ao por a sua leitura em dia, dou com o tema, linkado para exemplo, recomendado e tudo. Lá fui, pois além da curiosidade dali costumam vir bons links. Bem, que dizer? Primeiro que andei por lá meia-hora no mínimo – falando de blogues trata-se de valor de peso…, chamei a minha Webina para ler (ainda lá está...), e a seguir fui para o café matutar sobre as confissões & considerações em redor do mote, sobre o fascínio que as revelações da intimidade sexual exercem, principalmente ao outro sexo, ainda sobre as motivações que tanto podem atirar-se para o bem que faz à alma o escurinho do confessionário anónimo, como para hábil marketing em busca de share – quem não é vaidoso, quem não é? (estou cansado de meter links e está na hora de jantar, a que se segue café e treco-lareco longe do computador; por isso continuará depois)

1 Comments:

Blogger C.S.A. said...

Que os há, há!
Mas não têm de ser todos tão patetas.
Há muitas maneiras de dizermos de nós, é só ler nas entrelinhas.
Agora, uma declaração: gosto dos teus posts «intimistas», ou lá como lhe queiram chamar.
Abraço.

segunda-feira, outubro 24, 2005 2:28:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Fight Spam! Click Here!